quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Poesia Sobre Um Poeta

"Separô pra prensar o que a gente faria
Se não houvesse poesia
Se não restasse farinha pro nosso pão"
(O Teatro Mágico - Separô)



Ele era um poeta
Poeta, um imortal no meio de sinceridades
Seguia torto em plena linha reta
Apenas para ver as luzes das cidades

Eu o encontrei numa esquina esses dias
Nunca vi tamanha imaginação em cabeça sã
Quem diria que com ele aprendi que palavras tinham vida
E soube que apesar dos problemas, todo dia tem um amanhã

O sol nasce mesmo que você não queira
E a chuva realmente costuma parar alguma hora
As noites de escuridão nunca levam a noite inteira
O mundo é muito mais do que a janela lá de fora

Ele me disse que eu não precisava guardar lágrimas
Elas só iriam umedecer minha velha mochila esfarrapada
Que as minhas memórias eram muito velhas
Estava na hora de dar uma limpada

Eu pensei muito depois de conversar com o jovem poeta
Ele me falou tantas coisas que eu fiquei maravilhado
Eu irei correr atrás dos problemas como um atleta
Percebi que era inútil ficar correndo pelo lado errado

A poesia é a coisa mais bela que o homem já inventou
E a cicatriz é a melhor palavra pra quem precisa
Pois só quem mesmo um dia, se escondeu e chorou
Sabe o quanto tudo isso significa

0 comentários:

.