terça-feira, 4 de setembro de 2012

Minha!!


"And there is no song I could sing
And there is no combination of words I could say
But I will still tell you one thing
We're better together" (Jack Johnson - Better Together)




Era uma bela madrugada, a lua estava a iluminando como o céu azul consegue iluminar o mundo inteiro. Tá certo que o cenário não era dos melhores, era uma rua de poeira, com matos mal cortados e nas minhas costas havia uma escola mal-cuidada. Mas, mesmo assim, naquele olhar, eu via a mais linda paisagem banhada de cores castanhas.


Sim, estava muito frio, afinal, ninguém era louco de estar no meio da rua em plenas três horas da manhã. Nós éramos. Lembro que era esquisito e bom ao mesmo tempo, que fazia frio e calor ao mesmo tempo, como coisas distintas podem combinar em apenas um cenário? Não sei. Apenas sei que eu não queria que os minutos malditos não passassem, que as horas não precisassem irem à frente pelo menos uma vez na vida.


Lembro que a única coisa que eu busquei naquele dia eram aqueles lábios que me encantei pela primeira vez. E pensar que iríamos nos encontrar depois do jardim de infância, daquele jardim de infância que ela tenta me relembrar de algo e eu nunca lembro.


Aquele sorriso bobo que eu dava toda vez que eu recebia algo dela, fosse um abraço ou um beijo de dois minutos, era instantâneo. Meus olhos começavam a brilhar toda vez que ela dizia que me amava, e na rua a gente dançava como se fosse um palco.


Foi a madrugada mais linda de todas até agora, por que espero ter melhores com ela por perto. Eu quero tanta coisa que eu acho que ela vai começar a me limitar, impôr ideias e dizer que eu sonho demais. Foda-se, eu só quero fazê-la feliz.


Eu ainda pegarei nas mãos macias dela, caminharemos pelas ruas movimentadas do meio-dia, olharemos as coisas que não poderemos comprar, sentaremos num banco de praça e começaríamos a falar sobre o amor. Ela sorriria, diria as coisas dela e mentiria dizendo que é feia. Eu logo ficaria chato e teimoso, e passaríamos horas tentando convencer um ao outro. Mas no fim, tudo terminaria num longo e doce beijo tímido.


Ainda irei na casa dela e diria aos pais dela que a amo, que meu coração só é dela e de mais ninguém, que eu gostaria de levar ela até as estrelas, e se não der certo, eu traria as estrelas pra perto dela. Que eu faria o sol virar a lâmpada do quarto dela e que as estrelas seriam os adesivos do guarda-roupa.


Não sei se ela iria cansar de tanto ouvir minhas baboseiras românticas, como eu também não sei se ela não vai se cansar de tanto me ouvir dizer que eu a amo. Apenas sei que meu coração se encaixou no quebra-cabeça dela perfeitamente, e eu sei muito bem que ele não quer sair. E eu também não.


Foi por acaso que a conheci, ela estava voando por aí, com suas asas lindas e vistosas. Minha anja caminhava quando esbarrou em mim sem querer, disse que me conhecia e ela pouco a pouco me ensinou a voar. Ela é mais linda que o próprio céu, mais linda que a praia e suas paisagens todas unidas, e única como a Lua em eclipse. Ela é a minha anja, meu porto-seguro,meu céu,minha estrela favorita,minha flor do jardim mais lindo do mundo, ela é.......Minha!

2 comentários:

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Gu$tªV0 disse...

Obrigado pela visita!
Ótimo blog seu =)

.