segunda-feira, 10 de setembro de 2012

No Entanto

"So don't go away
Say what you say
But say that you'll stay
Forever and a day... in the time of my life
'Cause I need more time, yes I need more time
Just to make things right" (Oasis - Don't Go Away)



São apenas seis horas da manhã e eu aqui escrevendo nas nuvens o que eu acredito. Eu ainda me lembro de que tu disse ainda "está tudo bem". Tá bom, e eu vou te esquecer. A gente passou por tanta coisa que as memórias começam a se embaralhar como cartas na mesa.


Eu lembro do quanto eu te aguentei chorar pelos seus falsos amores, lembro que eu tinha cansado de dizer as frases clichês como "vai dar tudo certo", "você vai encontrar alguém melhor" e "você é perfeita, com certeza alguém legal vai te conhecer".


Doía toda vez que você dizia que eu era apenas um amigo seu, quando eu não era. Você não se lembra que além de um amigo, eu era aquele que você dizia de pés juntos que a gente nunca iria dar certo. Eu era o bobão que corria atrás de você, e mesmo assim, passava mão na sua cabeça quando tu chorava por causa de um namorado seu.


Ah, eu sou mestre em dar risadas enquanto rolam lágrimas e mais lágrimas. Apesar das minhas mentiras que eu dizia te esquecer, que eu ia jogar fora teus retratos e iria me afastar, eu sempre voltava como um cãozinho toda vez que eu soubesse que você estava mal.


Chove naquela rua que a gente costumava andar, falando como nossos amigos eram idiotas. Éramos idiotas. Uns idiotas metidos à gênios. Lembro quando a gente dançou naquele baile, você dizia que estava dançando comigo por pura obrigação.Mentira sua. Você estava adorando.


Você não deve fazer ideia de quantas cartas eu mandei. Não deve fazer ideia de como eu te abracei em meus sonhos,de quantos sonhos foram dedicados a você. Um tempo depois, soube que você iria embora e nunca mais iria voltar. Fiquei puto.


Como assim, nunca mais voltar? Eu nem ganhei um selinho. Pouco a pouco, você foi se afastando a medida que a hora da sua partida se aproximava. Então, naquele dia que você estava indo embora, tu me ligou. Disse que era urgente e queria me ver.


Achei estranho, pensei por um momento não ir e deixar quieto. Mas eu sou seu cãozinho,lembra? Então, abri a porta da sua casa, chamei seu nome. Você entre lágrimas, sorriu e disse que estava tudo bem. Era apenas uma viagem. Sem volta.


Eu comecei a chorar descontroladamente, como se minha alma tivesse sido arrancada de mim. Você dizia para eu parar de chorar, mas você chorava mais do que eu. Subitamente e inesperadamente, recebo um beijo longo e sincero.


Me senti indo pro céu e ao inferno duas vezes. Devo ter criado o meu mundo de novo, mas logo após isso ele desabou de novo. "Eu te amo,pena que demorei pra reconhecer isso. Um dia tu vai encontrar uma garota que te reconheça mais cedo", disse ela. Ela disse tchau, pegou as malas, e foi embora.


E, agora, escrevo pra você, vai saber onde você está, com quem você está ou como você está. Apenas quero que saiba que eu ainda estou aqui, com lembranças daquele dia. No entanto, eu estou feliz. Eu encontrei a guria que tu tanto falou. No entanto,no entanto, eu ainda te amo.

*história completamente fictícia, parem de tentar comparar com os meus textos pessoais

2 comentários:

Morgan Nascimento disse...

Olá, obrigado pelo seu comentário em meu blog!
Que bom que você gostou, espero vê-lo
muitas outras vezes por lá...
Legal seu blog, me tornarei membro.
quando puder aparece por lá:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Até +

Gu$tªV0 disse...

Obrigado! Sempre que possível,irei visitá-lo, e eu me tornei membro do seu também.

Obrigado pela visita, e volte sempre!

.